Loading...

Maneva



 Biografia:

A união dos amigos Tales de Polli (voz), Felipe Sousa (guitarra), Fernando Gato (baixo), Diego Andrade (percussão) e Fabinho Araújo (bateria) deu origem aos MANEVA, uma das bandas brasileiras mais expressivas nos últimos tempos, com mais de 400 milhões de visualizações e 350 milhões de reproduções nas plataformas digitais.

Entre números que não param de crescer, contabilizam-se ainda os 11 discos  diamante, dupla platina, platina e ouro que a banda conquistou no Brasil.

Com letras cheias de sentimentos, envolvidas pela forte influência do reggae e os mais diferentes ritmos, os MANEVA são hoje dos mais ouvidos no país natal, ocupando o topo do ranking nas rádios e nas plataformas de distribuição digital.

 Desde o primeiro álbum, o grupo coleciona canções que se transformaram em hits. “Meu Pai É Rastafár-I” e “Daquele Jeito”  são as de maior sucesso do primeiro álbum - “MANEVA” (2006)-, já no disco “Tempo de Paz”, apresentado em 2009, destacam-se as faixas “Não Vá Dizer Que Não”, “Êxodo”, “Pisando Descalço” e “Saudades do Tempo”. De 2012, o álbum “Teu Chão”, revelou os sucessos “Luz Que Me Traz Paz” e “Lembranças”. Em 2014, a banda disponibilizou o primeiro EP - “5inco Cabeças”-, do qual faz parte  o sucesso “Reviso Meus Planos”, ao qual sucedeu “O Destino Não Quis”, no ano seguinte. 2017 e 2018 não foram exceção e, dos trabalhos discográficos “Ao Vivo em São Paulo” e  “Acústico na Casa do Lago”, respetivamente, muitas foram as faixas que ficaram no ouvido.

 “Tudo Vira Reggae”, de 2020,  com arranjos característicos da tradicional música jamaicana veio para fazer uma justa homenagem à música brasileira com gravações memoráveis de artistas dos mais diferentes estilos musicais.

 No entanto, “Caleidoscópico” (2020) é  que é o verdadeiro trabalho de comemoração dos 15 anos dos MANEVA. 12 faixas inéditas e autorais, com várias participações de renome: MC Hariel, Cynthia Luz, Di Ferrero e Natiruts foram convidados para celebrar o momento tão importante. ‘Lágrimas de Alegria’ rendeu ao MANEVA a primeira nomeação ao Grammy Latino, na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa.