Loading...

Ive Greice



 Biografia:

Nascida em Brasília, com pai, avô e tios músicos, Ive Greice descobriu a paixão pela música aos cinco anos de idade. Aos 13, já se apresentava em bares da cidade e aos 16, viajava por todo o Brasil cantando em bandas de baile.

Aos 19 anos muda-se para o Rio de Janeiro, onde tem a oportunidade de cantar, compor e participar em concertos com artistas como Ivan Lins, Márcio Montarroyos, Jorge Vercilo e Dudu Falcão e onde gravou o seu primeiro álbum "Ao Som de Greice Ive”, composto maioritariamente por reinterpretações de grandes sucessos da música popular brasileira, mas também por temas inéditos, que viriam a ser conhecidos do grande público (“Coisas Que Eu Sei” e “Seu Olhar”).

Pouco tempo depois, e antes mesmo do lançamento do seu segundo álbum "Sem Moldura", dois temas de Ive tornam-se sucessos em bandas sonoras de telenovelas globais, “Até Você Passar”, em Passione e, também, “Seu Olhar”, que foi tema do casal protagonista numa temporada da série Malhação, também da Rede Globo. Ambas tiveram excelente recetividade do público e da crítica. No mesmo ano Ive Greice faz uma grande tourné pelas principais capitais brasileiras e pela Ásia.

Como intérprete, Ive impressiona pela sua personalidade vocal e uma presença forte e sensual. Fatores que chamaram a atenção de Madonna quando a viu cantar informalmente numa casa de fado em Lisboa em 2016, ano em que Ive veio pela primeira vez a Portugal para uma minidigressão no norte do país.

A rainha da música pop ficou de tal maneira entusiasmada com a cantora brasileira, que mais tarde convidou-a para uma performance na sua festa de passagem de ano em Nova York.

Ive Greice aterra em Lisboa com o pé direito, e três dos seus temas entram no filme luso-brasileiro “Alguém Como Eu”, do realizador português Leonel Vieira. Já não era uma novata, portanto, mas essa primeira visita a terras lusas deu-lhe vontade de conhecer mais e, apenas um ano depois, regressou, desta vez para ficar.

Atualmente, a sua música contém elementos brasileiros com toques africanos e de toda a mistura musical a que está a ser exposta desde que chegou a Portugal, país onde reside desde 2017 e onde tem conquistado cada vez mais o seu espaço.

Em 2019 destacou-se numa grande atuação no festival Super Bock em Stock, que contou com uma aparição surpresa de Dino D'Santiago que, improvisadamente dividiu com ela os vocais de "É Tanta Saudade", canção que Ive gravou em 2018, com produção de Nelson Motta e Liminha, para homenagear Cesária Évora, nessa versão do clássico Petit Pays.

Já em 2020, lança e apresenta o seu mais recente single - “Cola Na Boca” - perante uma plateia de caras conhecidas, no Espaço Espelho d’Água, em Belém. Um tema que retrata muito do que Lisboa é para a artista, como se de uma homenagem à capital portuguesa se tratasse.

Para este novo ano de 2021, Ive prepara um  salto na carreira com temas novos, uma espreitadela à música eletrónica, criando uma sonoridade muito forte e com a qual se identifica. Serão certamente temas com reflexo das vivências da artista em terras lusitanas e das influências do "som da nova Lisboa", devido ao cruzamento sonoro entre Portugal, África e Brasil que colocou a capital portuguesa na linha da frente da cena musical mundial.

Ive Greice tem ascendência cabo-verdiana e foi em Lisboa que se reencontrou com estas raízes mais afastadas, o que certamente contribuiu para a construção do seu novo trabalho.